Mitos e Dicas

5 motivos para beber cerveja

Nós sabemos que o álcool (também) engorda, mas será que acontece o mesmo com a cerveja?

Falamos de uma bebida muito particular, fermentada, que pode trazer mais vantagens à sua saúde do que aquelas que alguma vez imaginou. É verdade que o processo de produção varia de fabricante para fabricante, mas há 4 ingredientes básicos sempre presentes:

• Lúpulo: quanto mais tiver, mais amarga é a cerveja (mas também mais rica em antioxidantes);
• Malte: um grão que é germinado, seco e torrado. A sua origem é variada, mas normalmente provém da cevada;
• Leveduras: são os micro-organismos que muito contribuem para o sabor da cerveja, isto porque anulam a presença do açúcar (que vem dos grãos maltados);
• Água: 95% da cerveja é água.

Não identifica ingredientes estranhos nesta receita, pois não? É normal, precisamente porque esse é um dos 5 motivos para beber cerveja que o vão fazer pensar duas vezes antes de recusar “mais uma”.

1. A cerveja é a bebida alcoólica mais nutritiva de todas

Não acredita? Comece, pelo menos, a suspeitar. Fruto da sua forma de produção, a cerveja está entre as bebidas alcoólicas mais nutritivas e vitaminadas de todas. Falamos, principalmente, das vitaminas do complexo B, um dos grupos mais importantes e dos quais mais precisamos para o normal funcionamento do nosso organismo. Para além de minerais como o fósforo, selénio e magnésio, a cerveja traz ainda uma série de fibras importantes, das quais nem sabia precisar. Mas – e por falar em minerais – não esqueçamos de referir que esses contribuem ativamente para o fortalecimento da estrutura óssea.
Neste caso, falamos, mais particularmente, do silício, um mineral naturalmente presente na composição da cerveja. Na verdade, quanto mais cevada e lúpulo ela tiver, mais desse mineral poderá usufruir. A partir de agora, vai certamente olhar para a cerveja com outros olhos!

2. Contém antioxidantes

Até porque não nos podemos alimentar (só) de açaí, certo? A cerveja contém imensas propriedades antioxidantes que, por sua vez, diminuem a probabilidade de contrair inflamações na corrente sanguínea. Por outras palavras, isto quer dizer que há várias doenças que acabam por não se desenvolver graças ao consumo de cerveja. Mas lembre-se: moderação sempre e, ainda que este seja um ótimo motivo para beber cerveja, a verdade é que não deve exagerar – e ficar-se, apenas, por uma cerveja por dia (ou uma dia sim, dia não – com baixo teor alcoólico).

3. Tem menos calorias do que um sumo de laranja

Sabemos que, desde cedo, devemos comer tanta fruta quanto possível, mas é frequente esquecermo-nos da quantidade de açúcar que podemos encontrar em certas peças – como é o caso da laranja. Não se precipite, até porque não vai engordar por comer laranjas. Pelo contrário, essa é uma fruta rica em fibra e que deve ser consumida com moderação. Mas lá porque a sua composição é rica e importante para o organismo humano, não significa que o mesmo aconteça com o seu sumo. É desse sumo que provém todo o açúcar da fruta. Bebê-lo é equivalente a comer grandes quantidades de açúcar, ao mesmo tempo que pensa que está a beber algo “saudável”.
E será que o mesmo acontece com a cerveja?
Não, de todo. Por isso, este é o melhor motivo para beber cerveja para quem quer “manter a linha”. Um copo de cerveja tem, aproximadamente, 120 calorias, contra as 180 presentes num copo de sumo de laranja natural (sem açúcar adicionado). Não ache, contudo, que a cerveja é mais nutritiva que o sumo de laranja, porque isso já não acontece.

4. Não tem químicos adicionados

O processo de produção de cerveja varia de fabricante para fabricante mas, na sua essência, há ingredientes naturais que são comuns, como a água, a cevada e o lúpulo. O que queremos dizer é que não há conservantes nem corantes adicionados “à mistura”, o que faz da cerveja uma bebida bem mais saudável do que uma Coca-Cola, por exemplo.

“E de onde vem todo o sabor, afinal?”

A cerveja tem um sabor muito característico, que vai “buscar” a um dos seus ingredientes mais importantes: o lúpulo. Ora, se esperava outras “adições” que enriquecessem o sabor desta bebida milenar, não se canse, porque não existem.

5. Não faz inchar a barriga

Mito desmistificado – finalmente!

É quase impossível não ouvir alguém dizer que determinada pessoa “tem barriga” porque bebe muita cerveja, mas, de facto, essa é uma relação que não está cientificamente provada. Sabemos que, por esta altura, já deverá estar a respirar de alívio (e ainda bem!). Se procurava um motivo para beber cerveja enquanto está de dieta, e provar ao seu grupo de amigos e familiares que a bebida não engorda, parabéns! Encontrou o motivo ideal para continuar a beber cerveja. Mas não se esqueça de manter hábitos alimentares saudáveis e de praticar exercício físico regularmente – caso contrário, acredite, não vai conseguir provar a sua mais recente descoberta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *